Vereadores discutem Plano Diretor de Turismo

Em audiência pública realizada na manhã desta terça-feira (15), vereadores discutiram o Projeto de Lei Complementar nº 472, que institui Política Municipal de Turismo e Plano Diretor de Turismo, apresentado pela Secretaria de Agricultura e Turismo.

audiencia turismo 1
O presidente da Câmara, Eri Campos, informou que os vereadores apresentarão emendas a respeito deste Projeto de Lei em uma sessão extraordinária nesta quarta-feira (16) para aprovar o Plano e seguir com a conquista de recursos para a área. “Entendemos que Itupeva tem potencial gigantesco neste setor, devido sua localização e seus atrativos. Temos que atrair visitantes e fomentar a economia na cidade. Por isso a Câmara está empenhada em atender o pedido do Poder Executivo e dar andamento a esta aprovação”, considerou.
Após a apreciação do projeto pelos vereadores, é dado prosseguimento para que Itupeva se torne um dos municípios contemplados com recursos vindos do Governo do Estado para investimentos na área de turismo. “A expectativa é que a cidade receba uma verba de R$ 500 a 600 mil por ano para ações que beneficiem o segmento, e pode ser desde panfletos para divulgação dos atrativos até asfaltamento de ruas que estão nas rotas dos visitantes. Não é só o turista que é beneficiado. O morador do município também é favorecido, bem como o comércio e a cadeia de serviços da cidade”, explicou o Secretário de Agricultura e Turismo de Itupeva, Marcos Brunholi.

audiencia turismo 2

Audiência Pública na Câmara debate Política Municipal de Turismo

Na próxima terça-feira (15), será realizada uma audiência pública na Câmara Municipal para debater Projeto de Lei número 472, que institui a Política Municipal de Turismo de Itupeva e o Plano Diretor de Desenvolvimento Turístico do Município.
A discussão contará com a participação de representantes do Poder Executivo, Legislativo e de entidades de classe. O presidente da Câmara, Eri Campos, ressaltou a importância do envolvimento da sociedade e do trabalho em conjunto. “Esperamos que a participação popular seja constante nos debates de projetos de lei e de assuntos tão importantes. Buscamos integração entre os agentes políticos e a população para que a cidade cresça de maneira sustentável e com boas oportunidades”, considerou.
O presidente com Conselho Municipal de Turismo de Itupeva (ComTur), Valdo Brandão, destacou a necessidade de valorização do setor. “Gera emprego e renda para a cidade além de movimentar toda uma cadeia. O Conselho participou ativamente deste projeto e temos certeza que os vereadores vão aprovar a lei afinal a Câmara já demonstrou seu esforço para realizar o debate”, afirmou o presidente em visita ao vereador Eri Campos para entrega do Mapa Turístico, lançado recentemente na cidade.
A audiência pública será realizada às 10h da próxima terça-feira (15) no plenário Vereador Laerte Retondo e a população está convidada a participar.

DSCF9488 (2)

Presidente da Câmara vai criar Escola Legislativa em Itupeva

O presidente da Câmara, Eri Campos, vai criar a Escola Legislativa em Itupeva. Nesta quarta-feira (09), o presidente Roberto Delphino Junior, vice-presidente Roberto Eduardo Lamari, e o diretor jurídico Gilberto Prado, da Associação Paulista de Escolas Legislativas (APEL) estiveram em Itupeva para discutir sobre a implantação deste projeto na cidade.
Segundo Eri Campos, a Escola Legislativa é um objetivo de seu mandato como presidente da Casa. “Já comecei algumas atividades para aprofundar conhecimentos e ampliar debates sobre temas relevantes com as palestras que foram realizadas no primeiro semestre. A Escola Legislativa será um avanço e benéfica para todos”, afirmou.

DSCF9458
O presidente da APEL destacou as ações que podem ser realizadas através deste programa. “Temos diversos casos interessantes, nos quais a escola abrange também cultura além da formação e preparação de vereadores, agentes políticos e da própria população”, ressaltou Roberto Delphino Júnior.
Já o vice-presidente Lamari reforçou a forte participação popular e a qualificação de quem trabalha com leis. “É uma forma aproximar com a sociedade, que poderá frequentar cursos, e também de preparar projetos com maior qualidade”, disse.
De acordo com Eri Campos, a proposta é ampliar o acesso da população a cursos. “Queremos que os estudantes da cidade participem das atividades como complemento à sua formação acadêmica, que os profissionais possam ter maior qualificação e que o cidadão em geral possa participar de atividades que ampliem o conhecimento sobre temas relevantes para o cotidiano e para a colaboração com a política pública e participativa em nossa cidade”, considerou o presidente da Câmara.

Câmara reduz em 10% contrato para abastecer veículos oficiais

A Câmara Municipal de Itupeva reduz pela quarta vez neste ano o valor pago pelo preço do litro de combustível. O contrato, que no começo de 2017 era de R$ 3,49 por litro, teve novo termo aditivo assinado este mês e caiu para R$ 3,18, aproximadamente 10% de economia.

DSCF9012
De acordo com o presidente da Câmara, Eri Campos, a equipe administrativa busca manter sempre o reequilíbrio econômico dos contratos, acompanhando os preços praticados no mercado e reajustando os convênios. “Estamos atentos aos valores que são pagos em cada serviço prestado à Casa e as economias são significativas. Buscando sempre uma gestão de austeridade para empregar da melhor forma o dinheiro público”, explicou.
Outra medida tomada pela equipe administrativa da Câmara foi pleitear a isenção em pedágios. “São iniciativas que os próprios servidores têm e buscam como soluções criativas para enxugar gastos. É o estilo de administração que buscamos manter: mais eficiente e pró-ativa”.
Com estas economias que vem sendo praticadas, a Câmara já entregou para a Prefeitura mais de R$ 1 milhão que pode ser investido em necessidades urgentes do município. “A prática de entregar recursos para o Poder Executivo é comum, porém acontecia apenas no final do ano. Com as boas economias que mantemos, adiantamos esta entrega porque entendemos que há situações críticas e que os vereadores podem auxiliar o prefeito a resolver”, considera Eri Campos.